terça-feira, 28 de outubro de 2014

Abandono...

Soneto
Por que me descobriste no abandono
Com que tortura me arrancaste um beijo
Por que me incendiaste de desejo
Quando eu estava bem, morta de sono

Com que mentira abriste meu segredo
De que romance antigo me roubaste
Com que raio de luz me iluminaste
Quando eu estava bem, morta de medo

Por que não me deixaste adormecida
E me indicaste o mar, com que navio
E me deixaste só, com que saída

Por que desceste ao meu porão sombrio
Com que direito me ensinaste a vida
Quando eu estava bem, morta de frio.

Chico Buarque

video

E enquanto eu corria, sempre

Na contra mão da tua mão,

Enquanto eu sorria entre lágrimas

Da constante repetição do teu não,

Na solidão... extremo abandono

Eu me crie! Tive de me criar

E recriei , tantas vezes que nem sei

Aceito! Entre sorriso amarelo

Coração descoberto,  fratura exposta

Temendo abismos ainda maiores

Entreaberto. Por vezes escancarado

Quase era dia com sol nascendo

E eu me lia , e relia

E sorria pra não mais chorar

Quase de pé , café requentado

Enquanto, certamente você dormia.

E eu ? Anestesiado pois

Escurecia... sempre cinza

Aceito... que remédio ?

Te deixar não consigo

não voltar , impossível
 

 ficar com você, só raros momentos

mas sem tudo que é  você, migalhas

Eu aceito, me humilhar a não te perder .

Mas fortaleço minha fé , esperanças mil

Que um dia seus olhos me alcancem

Mesmo que na distância eu já esteja

E quem sabe não te espero ?


Paz, saúde e regressos .

(Texto inspirado num poema de L.N.)
 


domingo, 26 de outubro de 2014

Responsabilidade emocional...

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto."
Rui Barbosa
"Eu amo a minha liberdade, amo a honestidade das pessoas, não a considero uma virtude, mas sim, um compromisso. Gosto de ter amigos, ainda que poucos, porém pessoas raras, incomuns, loucas de preferência (...) Acredito no amor universal e nas pessoas que o exercitam, as demais ignoro e lamento!"
Clarice Lispector - Água Viva.

video

As pessoas, ou pelo menos a esmagadora maioria, são isso , são essa mistura de egoísmo e juízes e assim rapidamente julgam o momento presente segundo o crivo do que lhe é mais útil , tornando descartável qualquer esforço alheio. 
Ou agrada 100% o tempo todo ou de nada vale o que já se foi feito... isso é covardia, e creia nós deparamos a todo o momento com gente assim e muitas vezes essas pessoas dizem amar... amar serve pra elevar , para cobrar o justo , nunca servirá para apoiar covardias.
Paz, saúde e responsabilidade... 

sábado, 18 de outubro de 2014

Humanidades...


Poema em linha reta
Fernando Pessoa
(Álvaro de Campos)

Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.


E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
Indesculpavelmente sujo,
Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
Para fora da possibilidade do soco;
Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.

Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...

Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó príncipes, meus irmãos,

Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?

Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?

Poderão as mulheres não os terem amado,
Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!
E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
Vil no sentido mesquinho e infame da vileza.


video

E essa humanidade é que me permite ainda saber ... por isso desculpe essa mesma humanidade que só espera ... boa vontade.
Paz, saúde e human...idades.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Em persistir...


"O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo. Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence obstáculos, no mínimo fará coisas admiráveis" (no mínimo já cresceu muito... aprendeu a andar )
José de Alencar

".Sede como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas."
Victor Hugo

video

Em persistir há essa única essência pragmática da vida, há o conjunto dos "apesar... contudo... entretanto" , e a única razão que permite persistir é ... ter fé no que , de certo, há de vir, o conjunto de focos que vamos elegendo prioritários.
Pensar em ou no que foi , em que poderia ter sido ... pensar " Onde em nome de Deus" se errou... sim por que dificilmente lembramos do que dá certo , até por que se deu certo não mereceria lembrança , mas sim vivência do tempo presente.
Uma semente se aceita, mesmo que inconsciente ou inadvertidamente já está em evolução... feito "Pedra atirada, flecha lançada, palavra dita e oportunidade perdida nunca mais regressa ."
Paz, saúde e persistências.
 

 

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Saudades....





..."O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..."
Mario Quintana
video
 
E então semente plantada é semente em evolução , mesmo  no processo lento existe e sempre existirá em algum "cantinho" a esperar pelos fatores de crescimento, lentos , normais ou acelerados.
O tempo vem retroalimentando os sentimentos e reformulando crenças,memórias, sorrisos , suspiros , arrependimentos e esperanças. Assim deveria ser, e outrora será, o processo evolutivo, afastando teorias e achismos e cedendo lugar a realidade mesmo que obrigados a aceitar fatos contrários e contraditórios a nossa real vontade ... estou certo , estive errado...ou o contrário também ... mas e hoje ... o que valeu, vale e valerá ?
Paz, saúde e sementes.